terça-feira, 17 de julho de 2012

Estive passeando hoje por casas alheias e achei algo interessante... compartilho:

Ele: A grande verdade (...) é que no dia em que for indiferente casar ou não, é que se deveria casar. O amor nesses casos já atingiu um estágio em que pouco importa o que seja casamento ou não. Mas geralmente fazemos o contrário e sentimos necessidade do casamento, e sem cometer pecados tão graves, nos condenamos ao purgatório.

(...)

Ela: Eu cheguei num determinado momento de minha vida (...) que pouco me importa saber o que está certo e quem está errado. Eu quero é tempo suficiente ainda para ser o que eu já deveria estar sendo há muito tempo (...).

É.... faz sentido... faz muito sentido..
fragmentos de (http://ocasamentoexigeamor.blogspot.com.br/)

3 comentários:

  1. Isto está muito certo ou... nem faz qualquer sentido.
    As gentes, efectivamente, não sabem o que querem.


    beijos


    SOL

    ResponderExcluir